Em cumprimento da Lei de Protecção de Dados Pessoais e do Regulamento Geral sobre a Protecção de Dados, a CPAS, em procedimentos de recrutamento e selecção de candidatos para o preenchimento de eventuais vagas de emprego na Instituição, recolhe e trata com absoluta confidencialidade, todos os elementos e currículos entregues pelos candidatos, garantindo que serão usados exclusivamente no âmbito desses procedimentos, e que não existirá lugar à cedência ou transmissão desses dados a terceiros, sendo mantidos por um período máximo de 6 (seis) meses, a contar desde a sua recepção. Decorrido o referido prazo serão eliminados e os documentos entregues destruídos, através dos procedimentos de eliminação segura instituídos pela CPAS.

 

A CPAS não solicita, nem aceita currículos que contenham dados sensíveis de candidatos à vaga de emprego disponível. Neste sentido, agradecemos que, quando entrega a sua candidatura, não forneça informações relativas a dados sensíveis, tais como, raça, origem étnica, opiniões políticas, convicções religiosas e/ou filosóficas, associações sindicais, quadros clínicos, condições de saúde e orientação sexual.

 

Os candidatos têm o direito de solicitar à CPAS o acesso e a confirmação dos seus dados pessoais registados e guardados na Instituição. No caso dos referidos dados estarem incorrectos, incompletos ou forem irrelevantes, podem solicitar, a todo o momento, que os mesmos dados sejam corrigidos ou eliminados, através de documento redigido e dirigido à CPAS, submetido via correio electrónico para o seguinte endereço cpas@cpas.org.pt ou por via postal para a seguinte morada: Largo de S. Domingos, 14, 2.º, 1169-060 Lisboa.

 

Caso pretendam, poderão também exercer o seu direito de limitação ou apagamento, utilizando para o efeito os meios acima referidos.